Instituições que cuidam da causa da pessoa com deficiência se unem para buscar ajuda e manter atendimentos

Responsáveis por mais de 900 mil atendimentos por ano e prestação de serviços de apoio e inclusão, praticamente sem nenhum custo direto aos pacientes, Fundação Dorina Nowill para Cegos, AACD, Instituto Jô Clemente (antiga APAE DE SÃO PAULO) e Derdic firmam inédita parceria. Atuando junto às pessoas com deficiências visual, física, auditiva e intelectual, as quatro entidades já sofreram reduções de receita nesses primeiros meses de crise advinda da pandemia da Covid-19. Com o objetivo de sensibilizar e ajudar na arrecadação, para que possam continuar em pleno funcionamento neste momento tão difícil, as instituições lançam uma landing page que destaca seu propósito comum: apoio, saúde, educação e bem-estar de pessoas com algum tipo de deficiência. O endereço da página é todo porum.org.br .
A partir dessa página, as pessoas conhecem melhor o trabalho de cada entidade e podem colaborar efetivamente com doações. Para ampliar o alcance dessa parceria, também entra no ar a campanha “Ponto em Comum”, criada pela Lew’Lara\TBWA, agência parceira da Fundação Dorina Nowill para Cegos, que teve a iniciativa de procurar e unir as demais entidades nessa ação. Importante lembrar que, segundo dados da Organização Mundial de Saúde, cerca de 10% da população possui algum tipo de deficiência. No Brasil, aproximadamente 45,6 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência, o equivalente cerca de 23,9% da população do país – de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Nos pautamos pelo legado de Dona Dorina, a Dama da Inclusão, que dedicou a sua vida pela causa das pessoas com deficiência, sendo reconhecida nacional e internacionalmente. Seguindo o propósito de nossa fundadora, reconhecemos que esse é um momento de união entre quatro organizações referência no atendimento às pessoas com deficiência“, diz Alexandre Munck, superintendente executivo da Fundação Dorina Nowill para Cegos. E acrescenta: “juntos, faremos com que nossa causa se fortaleça e que mais pessoas possam ter acesso à autonomia e inclusão“.
Nesse momento tão difícil para toda a humanidade, em que estamos diante do maior desafio da nossa geração, é muito gratificante poder estar ao lado de instituições que vivem um dia a dia semelhante ao nosso, tratando da causa da pessoa com deficiência. Com essa união, queremos mostrar à sociedade com clareza o que estamos vivendo e chamar todos para esse fundamental engajamento. Somente com a doação de todos poderemos seguir cumprindo a nossa missão, que é cuidar de pessoas com deficiência“, afirma Edson Brito, superintendente de Marketing e Relações Institucionais da AACD.
Atendimentos em tempos de pandemia
Juntas, Fundação Dorina Nowill para Cegos, AACD, Instituto Jô Clemente e Derdic realizam quase sem nenhum custo direto mais de 900 mil atendimentos por ano, com trabalhos que incluem habilitação, reabilitação, terapias, cirurgias, ensino infantil, ensino fundamental e até cursos profissionalizantes de inclusão no universo do trabalho. Neste período de pandemia, as quatro se adaptaram para dar continuidade ao trabalho, conferindo mais proteção e respeitando o distanciamento social. Entre as soluções implantadas estão os atendimentos em formato telemedicina, como produção de vídeos com atividades que podem ser feitas em casa, consultas por telefone, orientações pedagógicas por WhatsApp e triagens auditivas neonatais universais com o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para proteção dos profissionais.
Nós entendemos que agora é hora de unir forças em prol da causa da deficiência no Brasil. Juntos, Instituto Jô Clemente, Fundação Dorina Nowill para Cegos, AACD e Derdic realizam um trabalho essencial na inclusão social, na defesa e garantia de direitos, na produção e disseminação de conhecimento e na prevenção e promoção de saúde e de melhor qualidade de vida às pessoas com deficiência. É muito importante que a sociedade se conscientize e se engaje nessa causa“, comenta Daniela Mendes, superintendente-geral do Instituto Jô Clemente. “O grande objetivo dessa campanha é permitir que as pessoas atendidas e seus familiares continuem tendo o apoio necessário para seu empoderamento e sua plena inclusão na sociedade“, completa.
A campanha viabiliza a continuidade de atendimentos e projetos essenciais para as pessoas que necessitam de acompanhamento especializado e do uso da tecnologia para promover sua inserção na sociedade“, diz a superintendente da Derdic, Beatriz Novaes. “As doações são fundamentais para prosseguirmos no nosso exercício social de inclusão da pessoa com deficiência auditiva“, complementa.
Campanha
Existe um ponto que as quatro instituições. É o mesmo ponto que une todo mundo hoje: ajudar uns aos outros. O ponto é que, para continuar ajudando quem precisa, elas precisam de ajuda. Ponto em comum, ligue os pontos e faça um ato de amor e solidariedade. O ponto forte dessa campanha é você, que doa e ajuda.
Criada pela Lew’Lara\TBWA, por iniciativa da Fundação Dorina Nowill para Cegos, a união das instituições ganha filme para comunicar e chamar a população para ganhar mais alguns pontinhos ajudando a quem precisa. Com veiculação nos canais digitais das instituições, a comunicação ganha página na internet para concentrar as arrecadações e permitir que se possa escolher para qual instituição você deseja doar. A landing page todoporum.org.br já está disponível para que cada pessoa seja mais um ponto de apoio às pessoas com deficiência.
Clique aqui e confira o filme.
 

Sobre Fundação Dorina Nowil para Cegos
Há mais de 70 anos, A Fundação Dorina Nowill para Cegos trabalha para que crianças, jovens, adultos e idosos cegos e com baixa visão sejam incluídos em diferentes cenários sociais. A instituição oferece serviços gratuitos e especializados de habilitação e reabilitação, dentre eles orientação e mobilidade e clínica de visão subnormal, além de programas de inclusão educacional e profissional. Responsável por um dos maiores parques gráficos de braille no mundo com capacidade de impressão de até 450 mil páginas no sistema por dia, a Fundação Dorina Nowill para Cegos é referência na produção e distribuição de materiais nos formatos acessíveis braille, áudio, impressão em fonte ampliada e digital acessível, incluindo o envio gratuito de livros para milhares de escolas, bibliotecas e organizações de todo o Brasil. A instituição também oferece uma gama de serviços em acessibilidade, como cursos, capacitações customizadas, sites acessíveis, audiodescrição e consultorias especializadas. Contando com o apoio fundamental de colaboradores, conselheiros, parceiros, patrocinadores e voluntários, a Fundação Dorina Nowill para Cegos é reconhecida e respeitada pela seriedade de um trabalho que atravessa décadas e busca conferir independência, autonomia e dignidade às pessoas com deficiência visual. Mais detalhes: http://www.fundacaodorina.org.br.
Sobre AACD
Fundada em 1950, a AACD possui uma infraestrutura completa dedicada à reabilitação e habilitação de pessoas com deficiências físicas e necessidades ortopédicas – composta por um hospital ortopédico, nove unidades de reabilitação e cinco oficinas para fabricação de produtos ortopédicos. Em 2019, realizou mais de 880 mil atendimentos especializados para pacientes de todas as idades, via SUS, particular e convênios, entregou 61 mil produtos ortopédicos e fez cerca de 7.500 cirurgias ortopédicas. Conta ainda com a área de Ensino e Pesquisa, que dissemina os conhecimentos adquiridos ao longo de sua história aos profissionais de todo o País, e com a AACD Esporte, que contribui, por meio da prática esportiva, para a inclusão da pessoa com deficiência. Acesse: aacd.org.br
Sobre o Instituto Jô Clemente
O Instituto Jô Clemente (antiga APAE DE SÃO PAULO) é uma Organização da Sociedade Civil sem fins lucrativos que há mais de 59 anos previne e promove a saúde das pessoas com deficiência intelectual, além de apoiar a sua inclusão social e a defesa de seus direitos, produzindo e disseminando conhecimento. Atua desde o nascimento ao processo de envelhecimento, propiciando o desenvolvimento de habilidades e potencialidades que favoreçam a escolaridade e o emprego apoiado, além de oferecer assessoria jurídica às famílias acerca dos direitos das pessoas com deficiência intelectual. Pioneiro no Teste do Pezinho no Brasil e credenciado pelo Ministério da Saúde como Serviço de Referência em Triagem Neonatal, o Laboratório do Instituto Jô Clemente é o maior do Brasil em número de exames realizados. Por meio do CEPI – Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação do Instituto Jô Clemente, a Organização gera e dissemina conhecimento científico sobre deficiência intelectual com pesquisas e cursos de formação.
 

Sobre a Derdic
Com mais de 65 anos, a Derdic é uma organização sem fins lucrativos que oferece ensino infantil e fundamental a crianças e adolescentes surdos e atendimento clínico, através de convênio com o SUS, a pessoas com alterações de audição, voz, motricidade orofacial, linguagem e com deficiência intelectual. Atua na assessoria à acessibilidade da pessoa surda, ampliando o acesso à Língua Brasileira de Sinais com cursos e vídeos de Libras, na inclusão de surdos no mercado de trabalho e no desenvolvimento de pesquisas. É uma unidade subordinada administrativamente à Fundação São Paulo e vinculada academicamente à PUC-SP. Conheça mais: http://www.pucsp.br/derdic

 

FONTE:
REVISTA D+